As 3 características dos verdadeiros investidores

Tempo de leitura: 8 minutos

Pense na decisão mais estúpida que você já tomou na vida. Vai lá, todos temos uma (ou umas). Tenho certeza de que quando a tomou, você jamais imaginaria que tempos depois ia se lembrar dela como a pior de sua vida, certo?

Agora pense no momento em que você tomou essa decisão, no que estava acontecendo na sua vida, nos motivos que o fizeram agir daquele jeito. Você provavelmente agiu dominado por um instinto, um impulso e uma forte emoção, não? Talvez estivesse abalado psicologicamente por algum motivo. Ou, na outra ponta, tão eufórico e feliz que não parou para refletir sobre a consequência da decisão.

características dos verdadeiros investidores decisão certa ou errada

O que quero dizer é que somos humanos. Humanos erram. Muito. Nem sempre temos atitudes racionais que justificam a fama de sapiência que temos. A irracionalidade faz parte de nossas vidas. E se é assim na nossa vida profissional e pessoal, não podia ser diferente nos investimentos, concorda? Seu desafio, portanto, é compreender isso muito bem e saber que, bem como me disse Vera Rita de Melo Ferreira, maior especialista em finanças comportamentais do Brasil, “se (a pessoa) estiver mais serena, terá, provavelmente, mais chances de examinar com mais cuidado, terá isenção e mais sucesso nas escolhas.” Portanto, antes de mais nada, lembre: nunca, jamais, em hipótese alguma, tome decisões importantes de cabeça quente!

O mais perigoso erro que investidores iniciantes cometem

Muitas pessoas, quando começam a se interessar pelo mercado de ações passam a estudar empresas, acompanhar a movimentação dos mercados e os indicadores econômicos. Não que isso não deva fazer parte do ciclo de aprendizado de um investidor, mas na ânsia de aprender o aparato técnico, esses novos investidores se esquecem do que deveria vir antes de tudo: conhecer a si mesmo, seus medos, sua tolerância ao risco, sua capacidade de lidar com perdas e controlar a euforia. Em outras palavras, esquecem que o estudo das finanças comportamentais é um dos mais importantes elos na formação de um investidor.

características dos verdadeiros investidores autoconhecimento

Talvez você ache que o mercado de ações é algo extremamente complexo e impossível de ser compreendido por um leigo, mas não é bem assim. Como bem diz Warren Buffett, “o sucesso nos investimentos não está correlacionado ao Q.I. de uma pessoa quando se está acima do nível de 125 pontos. A partir do momento em que você tem uma inteligência normal, o que você precisa é aprender a controlar o seu temperamento, que é o que leva as pessoas a terem problemas ao investir.”

Tenho certeza absoluta de que se você está aqui lendo este artigo tem a inteligência “necessária” para investir. Seu desafio, portanto, é aprender a lidar com o seu emocional.

O temperamento dos verdadeiros investidores

Algumas características são inerentes aos bons investidores. Em geral, são pessoas que tomam decisões muito mais baseadas na razão do que na emoção. Por outro lado, os ansiosos, impacientes e que se deixam dominar pela emoção costumam ser atropelados pelo mercado.

características dos verdadeiros investidores razão versus emoção

O curioso, porém, é que nosso nobre Senhor Mercado é o mesmo para o investidor sereno e para o ansioso. O que nos leva a crer que seu maior inimigo na bolsa não é o mercado em si, mas você mesmo e as atitudes que toma. Isso, é claro, quando você se encaixa no perfil impaciente que comentei há pouco.

As três características dos verdadeiros investidores

Segundo Benjamin Graham, o pai do value investing, de maneira geral, estas são as três principais características dos verdadeiros investidores:

1 – Eles são calmos

Os verdadeiros investidores sabem que os preços das ações podem sofrer variações incoerentes no curto prazo – mesmo as que eles compraram após uma minuciosa análise. Quando uma de suas empresas cai, eles ficam felizes, pois veem uma grande chance de comprar uma grande empresa a um preço abaixo do seu valor real. Além disso, eles sabem que, no longo prazo, o resultado de sua análise baseada no value investing irá se pagar, e que, no curto prazo, o importante é não entrar em pânico para ser capaz de conseguir ler o cenário com isenção.

características dos verdadeiros investidores calma

 

Se você acha que não tem sangue para aguentar o sobe e desce, sugiro que estude muito sobre finanças comportamentais antes de ir para o mercado. A lista de artigos abaixo é o melhor ponto de partida:

2 – Eles são pacientes

Se você leu em algum grande veículo que “chegou a hora de ir para a bolsa”, é bem provável que já seja tarde demais. É em momentos como esse que você testa sua capacidade de se manter calmo, sereno e racional. Afinal, a tentação para a emoção entrar em ação poderá ser grande. Se ceder, será fatalmente mais uma vítima do efeito manada.

É por isso que antes de ir para o mercado e tomar qualquer decisão de compra ou venda de uma ação você precisa criar regras e filtros que deverão ser respeitados, não importa o que você ler na mídia ou o que alguém falar para você. Sobre isso, sugiro que leia este artigo, em que apresento seis passos para você criar seu próprio método para investir em ações.

características dos verdadeiros investidores bons investimentos

Posso contar um segredo? Muitas vezes, a diferença entre as pessoas de sucesso e as ordinárias não é a sua capacidade intelectual, mas a sua disciplina e seu foco.

3 – Eles são racionais

A soma das atitudes e comportamentos desencadeados a partir da calma e da paciência é a responsável por formar o verdadeiro investidor, um sujeito racional, que sabe bem de seus objetivos, o que precisa fazer e como deve agir para atingi-los. É uma pessoa que não se deixa levar por agentes externos que não merecem sua confiança. Ele compreende o humor do senhor Mercado e sabe que, no curto prazo, não se faz nada além de monitorar excelentes oportunidades.

Cuidado com o otimismo excessivo…

Quando estamos muito imersos em algum tema, começamos a ver sinais dele em todos os lugares. Por exemplo: você acabou de comprar a ação de uma empresa e agora começa a ver a marca dela em todos os lugares e acaba ficando um tanto cego a respeito do que lê sobre ela. O otimismo excessivo é um comportamento curioso, mas perigoso – em especial quando você acha que enxergou algo que ninguém mais percebeu. É nessas horas que muitos cometem o erro de tomar uma decisão rápida, superficial, mas sem qualquer fundamento. Cuidado para não achar chifre em cabeça de boi.

características dos verdadeiros investidores erros dos iniciantes

…e também com o excesso de informação

Você será muito mais feliz se não acompanhar o mercado com frequência. Essa, aliás, poderia ser a quarta característica dos verdadeiros investidores. Um estudo de Robert Thaler, professor da Universidade de Chicago (EUA), comprovou que investidores têm desempenho melhor quando não acompanham os relatórios mensais de suas posições na bolsa. Isso porque tudo pode acontecer em 30 dias, mas o real valor do seu investimento não será refletido em um período tão curto. Sendo assim, depois de ter feito boas escolhas, não há muita razão para monitorar a carteira assim tão de perto. Veja isso como uma estratégia para preservar sua racionalidade no mercado.

É uma missão que estará sempre com você

Você já reparou quantos artigos eu já publiquei aqui no blog sobre finanças comportamentais? A lista acima é apenas uma amostra. A quantidade de conteúdo é um simples reflexo da vasta literatura disponível sobre este assunto, e o que me inspira a compartilhar esses conhecimentos com você. Ela é derivada da grande carência que temos em entender a forma como nosso cérebro é capaz de nos pregar peças.

O mercado é formado por pessoas, sobretudo. Pessoas que, em uma porção relevante, são movidas por decisões emocionais, por objetivos especulatórios. No curto prazo, é apenas essa loucura que você vai ver no mercado. Os fundamentos se mostrarão apenas com o passar do tempo.

características dos verdadeiros investidores

Seja nos investimentos ou na vida, não existem atalhos para o sucesso. Mas se você se manter fiel às três (ou quatro) características dos verdadeiros investidores, estará no caminho certo.

Bons investimentos!