• marcos rocha

    Excelente tópico. Adorei. Tão simples e ao mesmo tempo “difícil” ( conveniência) de perceber.

  • Deoclécio Oliveira

    Ótimo Artigo. Muito válido a parte de ensinar aos filhos. Lembrei do Livro Pai Rico, Pai Pobre.

  • Felipe Silva

    Muito bom o artigo. Para mim que estou adentrando nesse novo mundo agora, e procurando o máximo de informação possível sobre como investir meu dinheiro, o seu blog tem me ajudado nesse início.

    Mas tenho muitas dúvidas ainda, apesar de trabalhar em um banco público, nunca foquei meu tempo em investimentos, mas agora, com um filho de um ano, e abertura de uma empresa junto com minha esposa, vejo que deixei de lado algo muito importante, e corro agora atrás do prejuízo.

    Pretendo fazer para o meu filho uma previdência privada, logo surge a primeira questão, existe outro investimento a longo prazo que possa ser melhor para ele do que uma previdência?

    Tenho um pouco de capital em poupança, não muito, mas já é o suficiente para começar a investir em alguma coisa. Qual seria o caminho? Vejo muitos falarem sobre Títulos do TD. Ainda é seguro esse investimento, com toda essa situação financeira que o país se encontra hoje?

    Bom, se for possível responder, ficarei grato.
    Parabéns pelo Blog.
    Abraço.

    • Leninha Cabral

      Felipe, antes do Andre responder você, quero que pense bem no seguinte fato: quando uma agência classifica o Brasil como “grau de investimento”, todas as empresas do país são classificadas logo “abaixo”. Mercado é muito sensível. Se um banco no Brasil quebrar, o mercado inteiro vai sentir. Se um grande banco quebra, o Brasil inteiro vai sentir. Mas se o país quebrar, tudo o que está nele vai junto, inclusive os bancos. Se investir em títulos públicos não for nada seguro, investir em outras coisas no país, é pior ainda.

      Sobre a previdência privada, depende do contrato. Geralmente, não é vantajoso entregar dinheiro seu para um terceiro administrar e previdências cobram taxas administrativas. No meu caso foi vantajoso, mas arriscado. O quanto eu contribuir com minha previdência, descontada do meu salário, a empresa onde trabalho contribui com o mesmo montante em depósito para essa previdência. Após 7 anos de contribuição eu posso sacar o total que eu investi e 50% do que a empresa onde trabalho contribuiu. Estou lá há 10 anos e pago taxa administrativa, cujo valor foi completamente “coberto” pela contribuição da empresa onde trabalho. E minha contribuição foi de 2% do salário. Agora que eu pretendo sair da empresa dentro de 5 anos, aumentei para 20% do salário. Descontados os impostos, todo mês eu recebo R$ 420,00 além da minha contribuição, um rendimento de 42% líquido todo mês. O que eu investi no início do ano, quando aumentei a contribuição para 20% do salário e a empresa contribui com o mesmo montante, terá rendido em 5 anos 42% (juros simples). É pouco, relativamente pouco. Mas o que eu contribuir no último mês, terá rendimento de 42% imediato. Na média, da um rendimento maior do que a Selic atual. Então está ótimo, mas só vale a pena se eu sair logo de lá, que é o que pretendo fazer. Se não achar nada parecido, invista em conhecimento e aprenda a investir. Te garanto que vale muito a pena!

      • Felipe Silva

        Leninha, muito obrigado por responder. De pronto identifico que a sua previdência é semelhante a previdência com a qual contribuo, e tenho vantagens parecidas com as tuas,por exemplo, contribuo com 12% do meu salário e o banco no qual trabalho, contribui com mais 12%. Os dois primeiros anos eu contribui com 8%, mas aumentei logo depois. Confesso que depois de ler tua resposta, vi a real necessidade de identificar no meu contrato, os prazos de carência, resgate e outros detalhes que não dei muita importância. Andei vendo a previdência que no caso quero começar a contribuir para o meu filho que tem 1 ano,e já me deparei com a cobrança do pecúlio e das taxas administrativas. Ainda estou avaliando e estudando as propostas. Pois é, irei dedicar um tempo por dia para o estudo, e tenho certeza sim que irá valer a pena!

        Um abraço.

  • Werley

    Obrigado por compartilhar conosco excelentes textos como esse André! Tenho acompanhado seu blog há pouco tempo (+/- desde março) mas estou completamente viciado rs… sempre compartilho com meus amigos seus textos e discuto conceitos financeiros com minha família. Parabéns!

  • Paula Freire

    Boa noite, André. Gostei mto do post. Mta coisa q eu PRECISAVA ler. Gostaria de saber se vc tem um outro post, indicação de livro ou algo do tipo p alguém q está endividada, querendo mto sair mas não sabe por onde começar e q quer MUITO mudar…
    Obrigada, Paula